08 agosto 2011


Uma saida das gravadoras americanas para faturarem algum dinheiro a curto prazo são as mega-caixas de artistas consagrados. A EMI inglesa por exemplo resolveu reeditar mais uma vez todos os álbuns do Pink Floyd e reuni-los em uma caixa chamada “The Discovery 14 Studio Album Catalogue Box Set”, que compreende os 14 álbuns de estudio da banda e dois cds bonus. Essa mega caixa custará 129.93 libras ( algo em torno de 390 reais), isso se voce comprar pela amazon inglesa. Aqui ainda não existe previsões da gravadora EMI brasileira importar o produto com fez com as caixas dos Beatles, mas certamente isso deve acontecer e o preço com certeza será duas vezes mais que o praticado na Inglaterra. Mas a odisséia Pink Floyd não para nessa caixa. Ainda em setembro sairá uma caixa especial do clássico “Dark Side Of The Moon” (foto abaixo). A super caixa leva o titulo de “Immersion Boxset” e traz nom total 6 discos, 3 cds e 3 dvds. Um desses discos é um DVD audio contendo todos o remixes já relizados do álbum.Num outro cd encontramos uma gravação ao vivo de “Dark Side Of The Moon” feita em 1974 na Wembley Arena em Londres.Além disso aqueles já manjados artefatos que atraem os colecionadores, livro, fotos inéditas etc. Em novembro o álbum “Wish You Were Here” de 1975, também sairá no mesmo formato, seguido por outro clássico “The Wall” com sua caixa prevista para fevereiro de 2012. Cada uma dessas caixas custará 89 libras(por volta de 270 reais). Se importadas por aqui esperem um preço em torno de 800 reais. Pra quem estiver interessado, meu conselho é se voce tiver alguem que vá pros EUA ou Inglaterra nesse final de ano peça, pois vale a pena.

Outra campeã do preço alto dessas mega caixas é a recém lançada “Old School – 1964-1974 de Alice Cooper. Na Inglaterra ela sai por 160 libras (480 reais), consegui a minha cópia através da amazon uk. Como diz um amigo meu um verdadeiro “trombolho” . Originalmente o álbum “School´s Out” imitava em sua capa uma carteira escolar de madeira e dentro vinha o Lp envolto numa calcinha.O box recém lançado imita a carteira escolar em madeira e tem até dobradiças pra dar o movimento de abre e fecha da carteira. Dentro um mundo de quinquilharias,livros,fotos,posters e mais 7 cds. Só esqueceram da calcinha que vinha na edição original do vinil de 1972. O legal dessa caixa é que inspirada no disco “Schools Out”, ela faz uma retrospectiva de outros grandes trabalhos de Alice Cooper nesse período, como os a´buns “Pretties For You” de 1969, “Easy Action” de 1970, “Love It To Death” 1971, “Killer” também de 71 e um dos meus favoritos, além dos clássicos “Billion Dollar Babies” e “Muscle Of Love” de 1973. Esse foi o auge da carreira de Alice Cooper e até hoje considero todos esses seus discos essenciais.

Na cena indie moderna me deparei com uma caixa de 16 discos do cantor americano Rufus Wainwright, filho dos dois grandes interpretes da musica folk Loudon Wainwright III e Kate McGarrigle. O rapaz super talentoso e versátil já lançou 8 aclamados álbuns e agora vem com uma caixa de 19 discos, compilando toda sua carreira e dentre eles 3 dvds com varias apresentações ao vivo. Essa ousadia sai por nada menos que 150 libras (450 reais) Essa é pra fã mesmo!

Por falar em fã eu acho que aqueles que gostam dos Smiths vão balançar depois dessa super caixa que sai no dia 3 de outubro na Inglaterra. O titulo é “The Complete Smiths – Collector´s Edition”. São 8 albuns dos Smiths no formato CD e vinil, 25 compactos e mais os livros, fotos encartes etc. O preço bate todos os anteriores 222 libras (660 reais). A caixa aparecerá em versões menores e mais baratas, uma só com os 8 cds e outra com os 8 vinis.

Em novembro os fãs do The Who também serão felizardos de uma super caixa da clássica opera rock “Quadrophenia” original de 1973. Serão 5 discos, incluindo o álbum duplo original, gravações inéditas, livros, fotos raras e muita memorabilia da banda.O preço será 70 libras (210 reais), um pouco mais modesto se comparado aos anteriores.

Com um preço bem camarada Jimi Hendrix volta a ser explorado pela Sony americana que relançara três títulos até o final do ano, dentre eles a caixa com 5 cds “Winterland” por 34 libras (90 reais).Essa caixa traz as gravações dos shows de Jimi Hendrix em Outubro de 1968 no Winterland Ballroom em San Francisco na California.

Quem também entrou na onda das caixas foi o brasileiro Tom Zé, acaba de sair pelo selo Luaka Bop (a gravadora fundada por David Byrne ex-Talking Heads). Em meados dos anos 80 David Byrne numa de suas viagens ao Rio de Janeiro encontrou num sebo de discos um álbum de Tom Zé e se apaixonou pelo som do baiano de Irará. Mais tarde ele fundava seu próprio selo a Luaka Bop e um de seus primeiros lançamentos foi uma coletânea da obra de Tom Zé que foi super bem recebida e elogiada por críticos do New York Times e por toda imprensa americana. Começava ali um culto a obra de Tom Zé, que se espalhou pelo mundo. Há duas semanas atrás Tom Zé se apresentou no Lincoln Center em Nova York para fazer o lançamento da caixa “Studies of Tom Zé”. A caixa contém 3 Lps e um compacto em vinil transparente contendo duas gravações ao vivo no Barbican de Londres, acompanhado pela banda americana Tortoise.A caixa custa 60 dolares e pode ser adquirida diretamente no site da Luaka Bop.


Agora, quer saber qual a campeã das mega caixas este ano, os americanos do Grateful Dead. O site da banda no inicio desse ano ofereceu aos fãs da famosa e cultuada banda americana, uma caixa com 72 cds da tour “Europe 72” em edição limitada de 7.200 cópias que se esgotaram em menos de um mês. O preço era 500 dolares e começa a ser distribuída em setembro. O site a banda vende ainda uma versão para aqueles que não estão entre os mais de 7 mil fãs. Essa nova versão custará 450 dolares e está disponível para pré- venda no site http://www.dead.net/ . Originalmente lançado na década de 70 “Europe 72” era um álbum triplo ao vivo dessa tour européia. Dessa vez foram compilados praticamente todos os shows da tour e incluidos nessa caixa.
Mesmo na era do download as gravadoras americanas e inglesas não desistem dos projetos especiais essas caixas sempre serão um atrativo para os fãs.Além do mais é uma forma de manter a obra do artista viva e revisitada em diversos formatos.


30 junho 2011

Vinis Do Vinil - Post #3




Os compactos de 7 polegadas continuam em alta no Reino Unido e as grandes gravadoras preferem esse formato ao CD single. Esse é o caso dos singles da banda Vaccines que assinou com a Sony e lança seus compactos pelo selo Columbia. O primeiro compacto foi "Wrecking Bar", depois veio "Post Break-up Sex, e nesse video eu mostro os dois volumes do compacto "If You Wanna". Como esse vídeo foi gravado há um mes atrás, o Vaccines já lançou mais um compacto com a música "All In White". O mais interessante e colecionáveis são os lados B inéditos em todas as edições.

Pelo selo Fortuna Pop que lança gente nova como Pains of Being Pure at Heart, sai o compacto da volta da banda inglesa The Primitives, um grupo que começou em meados dos anos 80 na cidade Coventry na Inglaterra. Lançaram tres bons álbuns e se separaram em 1991, agora estão de volta com a formação original incluindo a charmosa vocalista Tracy Tracy. Lançaram um EP em vinil chamado "Never Kill a Secret" com quatro músicas, que resgatam o powerpop sixties dos Primitives. Outro charme em vinil são os 12 polegadas lançados por Nick Cave e sua banda Grinderman, extraídos do álbum "Grinderman II". O primeiro deles "Heaten Child" é colorido com uma capa chocante e um poster, o segundo "Worm Tamer" da mesma forma e esse "Palaces Of Montezuma" é um vinil multi-colorido. O próximo single em vinil de 12 polegadas será um picture disc da música "Mickey Mouse", que sai dia 11 de julho. Nesse video também mostro o 10 polegadas de Alex Turner para a trilha "Submarine". No video eu falava sobre a volta do Arctic Monkeys, que agora já lançou "Suck It and See".

05 junho 2011

CDs do Vinil #1

CDs Do Vinil #1



Hoje excepcionalmente falo de duas caixas em CD, a primeira delas do Gang Of Four e seu novo album 'Content". Quem teve a oportunidade a assisti-los no domingo dia 29 de maio pôde conferir musicas desse novo disco, alem dos clássicos dos anteriores. Nessa caixa o idealizador delirou no conteúdo; acabei adquirindo-a pela bizarrice de chegarem ao ponto de colocarem amostras de sangue em um dos booklets.
Veja o vídeo e voce vai entender melhor cada booklet. Sem contar que o disco vale a pena, a caixa fica restrita aos mais aficcionados pelo grupo, pois ela custou caro, apesar da apresentação numa caixa de metal, seu conteúdo não justifica o preço alto.

Ao contrário, em termos de conteudo musical e quantidade, a caixa "Delaney & Bonnie - On Tour with Eric Clapton", traz quatro CDs da tour que a dupla fez com Eric Clapton pela Inglaterra em 1969. Originalmente era apenas um disco de 40 minutos, agora transformado em mais de 4 horas dos shows apresentados no Royal Albert Hall em Londres, Bristol e Croydon em uma semana pela Inglaterra. Na banda grandes músicos da década de 70, alem de Clapton na guitarra, temos Dave Mason, o baixista Carl Radle, o batera Jim Gordon, o tecladista Bobby Whitlock, Bobby Keys no sax e ainda os backing vocals de Rita Coolidge.


23 maio 2011

Vinis Do Vinil - Post #2


Lançamentos em Caixas Deluxe



Duas super caixas compõem esta edição. A primeira é "Layla And Other Assorted Love Songs", do Derek And The Dominos. Depois das aventuras frustradas de Eric Clapton de superestrelato com o Blind Faith ele se reuniu a Delaney & Bonnie, excursionou com eles resultando naquele disco clássico ao vivo "On Tour With Eric Clapton" de 1970, e no mesmo ano ele lança "Layla" com um super time de convidados destacando o guitarrista Duanne Allman dos Allman Brothers.

Esse festejado disco duplo ganhou mais uma edição de aniversário no ano passado, com seus 40 anos. Em 1990 o mesmo álbum ganhou uma caixa de aniversário de 20 anos. Esta nova edição é apenas um upgrade da caixa anterior que trazia as sessions de gravação do álbum. Pensei muito antes de adquiri-la, mas para um fã dessa fase de Eric Clpaton sempre vale a pena, apesar da gente sempre achar que poderia ser mais completa, com um DVD de imagens inéditas, etc.

Mas a caixa traz apenas os vinis originais, alguns CDs de outtakes e a gravação ao vivo do Fillmore East já lançada anteriormente. O charme da caixa está na apresentação gráfica, no livro e nas gravuras. Como eu disse se você é fã de verdade, vale a pena!

A segunda caixa comemora os 20 anos do álbum "Screamadelica" do Primal Scream, um marco do início do britpop. O casamento perfeito de batidas eletronicas, com psicodelia e as influencias sixties fizeram do Primal Scream uma das mais badaladas e conceituadas bandas do britpop. A caixa traz sete discos sendo um deles um DVD com clips e imagens inéditas da banda. O vinil duplo original também completa a caixa que ainda tem gravuras da arte original, um livro ilustrado e na primeira edição uma camiseta. A apresentasção também é criativa, uma caixa redonda em plástico vermelho e com o nome das músicas gravadas em baixo relevo.

12 maio 2011

Vinis Do Vinil - Post #1



Resolvi fazer algumas inserções comentando alguns discos e dei o nome "Vinis do Vinil" para essa série. Neste primeiro video destaco quatro discos, o primeiro deles é o novo álbum do Pains Of Being Pure At Heart, uma banda que me tornei fã logo no primeiro disco deles lançado em 2009. Daí comecei a pegar todos os singles em vinil, muitos deles coloridos e adorei aquele 12 polegadas, "Higher Than The Stars", lançado em outubro de 2009. Esse disco novo, "Belong", é bem mais produzido que o anterior pois tem Flood e Alan Moulder como produtores, dois caras experientes e que já trabalharam com muita gente famosa como Smashing Pumpkins, Depeche Mode, PJ Harvey e U2. O resultado poderia ser algo over-produced, mas mesmo contrariando os mais radicais em relação a banda, o disco mantém o estilo do Pains Of Being Pure At Heart e não os entregou aos leões, como alguns pensavam.

Os vinis da gravadora Third Man Records, o selo do Jack White são meus objetos de desejo ultimamente. Não perco um lançamento, até mesmo aqueles disquinhos de "spoken word" que ele lançou recentemente eu peguei. O discos ao vivo gravados em sua loja são coisas exclusivas e imperdíveis. Jack White adora resgatar nomes do passado que fizeram história. Há poucos anos ele fez isso com a cantora country Loretta Lynn e produziu o espetacular álbum "Van Lear Rose". Agora em sua gravadora ele gravou a rainha do rockabilly Wanda Jackson, que andava esquecida e muitos desconheciam sua importância como a pioneira das mulheres a cantar rock and roll. Incentivada por Elvis Presley, depois de um breve romance, Wanda Jackson acabou ganhando o título de "Queen of Rockabilly" no final dos anos 50. Em "Party Ain't Over" Jack White e a banda da Third Man acompanham Wanda Jackson em clássicos como "Shakin' All Over", "Nervous Breakdown" e "Rip It Up" dentre outras. A capa é esse charme que voces veem no video, a idéia do cartão musicado é mais um dos truques de marketing de Jack White.

Outro atrativo em vinil é a edição tripla do álbum "Party Store" do Dirtbombs, a banda de Detroit que preferiu fugir da super exposição quando aconteceu o estouro do White Stripes no início de 2000. Mantendo aquele estilo garageiro que os consagrou eles inauguram uma nova fase no som do grupo, com influencias de pós punk e psicodelia.

Pra finalizar eu mostro uma edição em vinil dupla da coletanea "Wave of Mutilation" dos Pixies, que vem num irresistivel vinil na cor laranja, combinando com toda estética da belissima arte de capa do disco. Por ora é só, mas teremos mais inserções em breve.

24 fevereiro 2011

REISSUES

Sou um apaixonado por reissues dessas coisas clássicas do rock e ao mesmo tempo de certas obscuridades. Esse ano começou com uma penca de relançamentos de selos especializados como os meus queridos Sundazed e Esoteric. Quase que mensalmente a Sundazed vem lançando pacotes especiais, os quatro últimos pacotes são imperdíveis.

O pacote mais atual da Sundazed destaca o quinteto americano dos sixties Blues Magoos e seus dois álbuns de 66 e 67 respectivamente. Esse primeiro foi pioneiro até em usar o nome "psychedelic" no titulo, junto com o 13th Floor Elevators. O disco tem o grande hit da banda "(We Ain´t Got)Nothing Yet" que mais tarde o Deep Purple usaria o riff dela para fazer "Black Night". A banda passeia pelo garage rock/proto punk, a leveza da beatlemania o lado mais soul James Brown em "I´ll Go Creazy" ou o acid pop de canções maravilhosas como "Got Get Away".

O segundo álbum do Blues Maggos é um refinamento do rock and roll e da psicodelia. Eles foram uma das primeiras garage rock bands americanas a desfrutarem de um certo sucesso naquela epoca. Em 1967 os Blues Magoos eram os queridinhos da galera do Greenwich Village.A Sundazed Records lança em duas versões esses dois álbuns, vinil e cd digipack.Uma reprodução meticulosa dos originais, como tudo que essa gravadora faz.

Incluido recentemente no catalogo da Sundazed esse relançamento em vinil do guitarrista Freddy King. A importancia desse cara pode ser descrita por outros grandes guitarristas como Eric Clapton, Steve Ray Vaughn e Mick Taylor. Clapton regravou o grande hit de Freddy King que foi Hide Away.Nesse disco tem outro clássico chamado "San-Ho-Zay" que a banda brasileira Blues Etilicos usou como titulo de um de seus álbuns.Freddie King começou a gravar em 1957 e morreu jovem aos 42 anos. A Sundazed disponibilizou em vinil seus dois primeiros álbuns e os remasterizou direto de suas masters em mono.

Esse a Sundazed lançou em vinil e cd digipack, o álbum "Little Games" dos Yardbirds. Esse disco saiu em 1967 e traz a última formação dos Yardbirds com Jimmy Page na guitarra substituindo Jeff Beck. Esse é um disco muito curioso pois poderiamos chamá-lo de embrião do Led Zeppelin, tem até participação de John Paul Jones. No começo o Led Zeppelin era conhecido como The New Yardbirds, até mudarem para Led Zeppelin.Um mix de blues e psicodelia com uma das mais belas capas da era psicodelica.

Por falar em psicodelia, esse é um daqueles grupos mais obscuros e cultuados, o Gandalf do cantor e guitarrista Peter Sando. O Gandalf teve seu disco de estréia em 1967 pelo selo Capitol e produzido pelos mesmos caras que trabalhavam com o Lovin´ Spoonful.Com apenas um disco, esse tesouro perdido da psicodelia americana, reaparece num segundo álbum, que graças a Sundazed e ao arquivo de outtakes e raridades de Peter Sando foi possivel reunir um punhado de canções e lançar esse segundo disco, em cd e vinil colorido conforme foto.

Outro petardo obscuro dessa era psicodelica americana é a banda Morly Grey com seu álbum "The Only Truth" de 1972. Nesse caso mais um hard-psych de acordo com a epoca. O melhor de tudo é que a Sundazed conseguiu ainda algumas bonus tracks pra acrescentar nessa reedição, além do vinil ser duplo e colorido.

Saindo de Sundazed e partindo pra outro selo de relançamentos, o britanico Esoteric vai mais fundo no baú das raridades e resgata coisas que passaram batido no passado e mostra a importancia delas nos dias de hoje. É o caso dos discos do baterista Ginger Baker em um de seus projetos pós Cream, o Baker,Gurvitz Army. Quando sairam esses discos ninguém deu a mínima, pois os fãs não aceitavam o fim de um dos mais importantes power trios de todos os tempos, o Cream. A qualidade desse novo grupo de Ginger Baker foi sufocada até pelas comparações e cobranças via fãs do Cream. Entre 1974 e 1976 foram esses tres álbuns que aparecem as capinhas abaixo, aliás o trabalho de arte dos dois primeiros é impecável e dignos de elogios.Os irmãos Gurvitz vinham de um outro cultuado e obscuro grupo ingles dos anos sessenta, o Gun.



Um outro selo de relançamentos que reaparece é o Edsel Records e lança numa tacada só seis discos da banda fromada no Greenwich Village em Nova York em 1965, o Lovin´Spoonful. Na epoca eles vendiam a idéia de que a banda era a resposta para a Beatlemania que invadiu a América. Uma banda americana com sabor de musica americana misturando blues,country, folk e o estilo das jug bands. O lider da banda John Sebastian que mais tarde partiu para carreira solo era nessa epoca um hitmaker, acertava uma atrás da outra e vieram os primeiros clássicos como "Do You Beleive in Magic", "You Didn´t Have to Be So Nice", "Daydream", e "Did You Ever Have to Make Up Your Mind?"
Na capa abaixo a trilha pro filme de Woody Allen "What´s Up Tiger lily?"(1966) e "Hums Of the Lovin´Spoonful"(1966) que traziam os hits "Summer In The City", "Nashville Cats" e Rain On The Roof"

A capa abaixo traz o primeiro dos tres cds lançados, cada um reune dois álbuns do Lovin´Spoonful, nesse temos "Do you Believe In Magic"de 1965 e "Daydream" de 1966.

Nos próximos dois ultimos cds com John Sebastian temos a trilha sonora do filme de 1967 "You´re a Big Boy Now" que trazia a maravilhosa "Darling Be Home Soon" (me faz lembrar a regravação do Slade Alive nos anos setenta, espetacular!). Tem ainda o álbum "Everything Playing" o último com John Sebastian destacando "She is Still a Mistery", "Six O´clock" e "Money".

Tem também as grandes gravadoras aproveitando essa onda de reedições e remexendo seus catálogos. A poderosa EMI inglesa é uma das que mais se favorece de suas preciosidade lançadas na decada de 70 em selos como os cultuado Harvest e Virgin Records, por exemplo. A Virgin acabou cedendo uma boa parte de seu catalogo dos anos setenta para EMI que aproveita esse momento para reeditar os primeiros clássicos da banda progressiva Tangerine Dream, num box com 3 cds eles cobrem a fase 1973 a 1978 do grupo. Ali estão os cinco primeiros álbuns do grupo e a melhor fase deles essa da Virgin, começando com os clássicos Phaedra e Rubycon e ainda algumas bonus tracks.

O mesmo acontece com o Lindisfarne cobrindo a fase de 1970 a 1973. A banda bitanica estreou em 1970 com o álbum "Nicely Out Of Tune" algo comparável às coisas dos canadenses do The Band ou as harmonias vocais do Crosby Stills, Nash & Young, mas muito mais com uma cara de folk britanico. Cinco discos e mais bonus tracks estão reunidos nesses tres cds.

E, por fim os ligeiramente obscuros e injustiçados Edgar Broughton Band com seus cinco primeiros álbuns e ainda um show ao vivo inédito nesses tres cds.Naquela linha de bandas de blues psicodélico pesado como Pink Fairies e The Fugs, os britanicos da Edgar Broughton Band produziram 5 álbuns espetaculares no periodo de 1969 a 1973.
O mais importante desses relançamentos é o preço, por exemplo esses triplos dessa série da EMI custam 12 libras na loja da amazon inglesa. Os Lovin´Spoonfull por 6 libras cada um (cerca de 17 reais) e mesmo as reedições em vinil da Sundazed não passam de 19 dólares no site deles. Além da qualidade e do cuidado na apresentação dessas reddições ainda temos um preço convidativo.

03 janeiro 2011

a minha lista

Pra fugir um pouco das listas convencionais a relação dos meus álbuns prediletos de 2010 começa com o lado mais punk e garageiro que eu sempre gostei e acho que sou um dos poucos por aqui que contianuam acreditando e apostando nas novidades do genero.
Depois desse desfile de bandas garageiras, vou misturando com outras preferencias que entraram em várias listas.
A melhor supresa de 2010 pra mim foi o OFF! , uma superbanda liderada por Keith Morris,um dos caras que definiu o punk de Los Angeles no incio dos anos 80, como vocalista do Black Flag e do Circle Jerks. O cara que cantou clássicos como "Nervous Breakdown" e "Wild In The Streets" não podia errar 30 anos depois e recrutou Dimitri Coats, guitarra( Burning Brides), Steven McDonald,baixo (Redd Kross) e Mario Rubalcaba, bateria(Hot Snakes). Formada a super banda eles gravaram 4 singles desde o inicio de 2010, cada single com quatro musicas.Em novembro de 2010 reuniram as 16 faixas e lançaram uma caixa com os compactos em vinil e um cd que não passa de 18 minutos, cada música com menos de 2 minutos de duração, curto, rápido e objetivo. É assim que todos bons discos de rock deveriam soar, a principio nem parece que foi gravado em 2010, lembra a fúria do punk californiano de 1979. Destaque para "Jeffrey Lee Pierce", homenagem ao lider do Gun Club - a cultuada banda de Los Angles na decada de 80.Pela coragem e ousadia de Keith Morris ele leva meu voto de disco do ano de 2010 com seu OFF! - "First four EPs"


A partir daqui não é uma ordem de preferencia,foi tanta coisa legal em 2010 que seria covardia enumerá-los por ordem de preferencia.
THE VERMIN POETS - POETS OF ENGLAND

THE GASLIGHT ANTHEM - AMERICAN SLANG

PULLED APART BY HORSES - PULLED PART BY HORSES

THE GREENHORNES - ****

TWEAK BIRD - TWEAK BIRD

NO BUNNY - FIRST BLOOD

THE DESPONDENTS - THE DESPONDENTS

WOVEN BONES - IN AND OUT AND BACK AGAIN

READING RAINBOW - PRISM EYES

LOS PEYOTES - GARAGE O MUERTE

THE HENTCHMEN - THE HENTCHMEN

DE KEEFMEN - MIRROR OF TIME


LOS CHICOS - WE SOUND AMAZING BUT LOOK LIKE SHIT
OS HAXIXINS - UNDER THE STONES
THE SPIVS - TAPED UP
THE OH SEES - WARM SLIM
DUM DUM GIRLS - I WILL BE
THE LIKE - RELEASE ME
THE CUTE LEPERS - SMART ACCESSORIES
FRESH AND ONLYS - PLAY IT STRANGE
CHEAP TIME - FANTASTIC EXPLANATIONS
CLAYTON DOLEY´S ORGAN DONORS - TENSION!
STRANGE BOYS - BE BRAVE
ROLO TOMASI - COSMOLOGY
O. CHILDREN - O. CHILDREN
LES SAVY FAV - ROOT FOR RUIN
DEERHUNTER - HALCYON DAYS
ARIEL PINK´S HAUNTED GRAFFITI - BEFORE TODAY
TAME IMPALA - INNERSPEAKER
DINOSAUR PILE UP - GROWING PAINS
ROKY ERICKSON - TRUE LOVE CAST OUT ALL EVIL
DRIVE BY TRUCKERS - THE BIG TO-DO
MENOMENA - MINES
DEVO - SOMETHING FOR EVERYBODY
THE LUMINANAS - TROIUBLE IN MIND
IDLE TIMES - IDLE TIMES
SUPER WILD HORSES - FIFTEEN
HAPPY BIRTHDAY - HAPPY BIRTHDAY
THE APPLES IN STEREO - TRAVELLERS IN SPACE AND TIME
BETTY AND THE WEREWOLVES - TEATIME FAVOURTES
THE SCHOOL - LOVELESS UNBELIEVER
SAD DAY FOR PUPPETS - PALE, SILVER AND SHINY GOLD
THE DRUMS - THE DRUMS
DANGER MOUSE AND SPARKLEHORSE - DARK NIGHT OF THE SOUL
SHE AND HIM - VOLUME TWO THE NEW PORNOGRAPHERS - TOGETHER
SHEARWATER - GOLDEN ARCHIPELAGO
DARKER MY LOVE - ALIVE AS YOU ARE
ELVIS COSTELLO - NATIONAL RANSOM
THE SOFT PACK - THE SOFT PACK
DELOREAN - SUBIZA
CROCODILES - SLEEP FOREVER
LCD SOUNDSYSTEM - THIS IS HAPPENING
BEACH HOUSE - TEEN DREAM
NO AGE - EVERYTHING IN BETWEEN
FRANKIE ROSE AND THE OUTS - FRANKIE ROSE AND THE OUTS
BEST COAST - CRAZY FOR YOU
WOODS - AT ECHO LAKE
MAGIC KIDS - MEMPHIS
JANELLE MONAE - THE ARCHANDROID
SLEIGH BELLS - TREAT
JOANNA NEWSON - HAVE ONE ON ME
THE BLACK ANGELS - PHOSPHENE DREAM
CRYSTAL CASTLES - CRYSTAL CASTLES
SWANS - MY FATHER WILL GUIDE ME UP A ROLE TO THE SKY
GRINDERMAN - 2
ANTONY AND THE JOHNSONS - SWANLIGHTS
PANTHA DU PRINCE - BLACK NOISE
THE NATIONAL - HIGH VIOLET
JONSI - GO
THE HOLD STEADY - HEAVEN IS WHENEVER
CARBOU - SWIN
YEASAYER - ODD BLOOD
SUFJAN STEVENS - THE AGE OF ADZ
JJ - JJ N.3
LOS CAMPESINOS - ROMANCE IS BORING
OWEN PALLETT - HEARTLAND
SHARON JONES AND THE DAP KINGS - I LEARNED THE HARD WAY
THE WALKMEN - LISBON
PHOSPHORESCENT - HERE´S IS TO TAKING IT EASY
BLOOOD RED SHOES - FIRE LIKE THIS
THE BLACK KEYS - BROTHERS
SKY LARKIN - KALEIDE
BOMBAY BICYCLE CLUB - FLAWS
MYSTERY JETS - SEROTONIN
GOOD SHOES - NO HOPE NO FUTURE
ELI "PAPERBOY" REED - COME AND GET IT
ROBYN - BODY TALK
PIPETTES - EARTH vs. THE PIPETTES
ZOLA JESUS - STRIDULUM
THE CHARLATANS - WHO WE TOUCH
THE DIVINE COMEDY - BANG GOES THE KINGHTHOOD
ISOBEL CAMPBELL AND MARK LANEGAN - HAWK
SHRAG - LIFE! DEATH! PRIZES
FANG ISLAND - FANG ISLAND
I LIKE TRAINS - HE WHO SAW THE DEEP
MOGWAI - SPECIAL MOVES
EVERYTHING EVERYTHING - MAN ALIVE
THE CORAL - BUTTERFLY HOUSE
BAND OF HORSES - INFINITE ARMS
KAREN ELSON - THE GHOST WHO WALKS
TWO DOOR CINEMA CLUB - TOURIST HISTORY
THESE NEW PURITANS - HIDDEN
SURFER BLOOD - ASTRO COAST
ARCADE FIRE - THE SUBURBS
HIPPIES - HARLEM
SUPERCHUNK - MAJESTY SHREDDING
MALE BONDING - NOTHING HURTS
WILD NOTHING - GEMINI
JOHN GRANT - QUEEN OF DENMARK
MGMT - CONGRATULATIONS
VAMPIRE WEEKEND - CONTRA
TOM PETTY AND THE HEARTBREAKERS - MOJO
EDWIN COLLINS - LOSSING SLEEP
PAUL WELLER - WAKE UP THE NATION
MIDLAKE - THE COURAGE OF OTHERS
MANIC STREET PREACHERS - POSTCARDS FROM A YOUNG MAN
AVI BUFFALO - AVI BUFFALO
THE SECRET SISTERS - THE SECRET SISTERS
PEGGY SUE - FOSSILS AND OTHER PHANTOMS
TUNNG - AND THEM WE SAW LAND
WOODEN SHIJPS - VOL 2
SO SO MODERN - CRUDE FUTURES
THE FUTUREHEADS - THE CHAOS
KULA SHAKER - PILIGRIMS PROGRESS
THE SIGHTS - MOST OF WHAT FOLLOWS IS TRUE
DAN SARTAIN -LIVES
THE VASELINES - SEX WITH AN X
JASON AND THE SCORCHERS - HALCYON TIMES
CYANIDE PILLS - CYANIDE PILLS
FOALS - TOTAL LIFE FOREVER
GORILLAZ - PLASTIC BEACH
FIELD MUSIC - FIELD MUSIC
GILL SCTOTT-HERON - I´M NEW HERE
NEIL YOUNG - LE NOISE
ROBERT PLANT - BAND OF JOY
TEENAGE FANCLUB - SHADOWS
ALASDAIR ROBERTS - TOO LONG IN THIS CONDITION
THE FALL - YOUR FUTURE OUR CLUTTER
LOS LOBOS - TIN CAN TRUST
VOICE OF SEVEN THUNDERS - VOICE OF SEVEN THUNDERS
THE DUKE AND THE KING - LONG LIVE THE DUKE AND THE KING
DYLAN LE BLANC - PAUPER´S FIELD
BLITZEN TRAPPER - DESTROYER OF THE WORLD
HOT CHIP - ONE LIFE STAND
THE PHANTON BAND - THE WANTS
SALEM - KING NIGHT
LIARS - SISTERWORLD
WARPAINT - THE FOOL
KLAXONS - SURFING THE VOID
LONELADY - NERVE UP
CHARLOTTE GAINSBOURG - IRM
BELLE AND SEBASTIAN - WRITE ABOUT LOVE
BROKEN SOCIAL SCENE - FORGIVINESS ROCK RECORD
INTERPOL - INTERPOL
THE EIGHTIES MATCHBOX B LINE DISASTER - BLOOD AND FIRE
MELISSA AUF DER MAUR - OUT OF OUR MINDS
THE DEAD WEATHER - SEA OF COWARDS
BLACK MOUNTAIN - WILDERNESS HEART
CAITLIN ROSE - OWN SIDE NOW
DARKSTAR - NORTH
BROKEN BELLS - BROKEN BELLS
STEREOLAB - NOT MUSIC
JAMEY JOHNSON - THE GUITAR SONG
SMOKE FAIRIES - THROUGH LOW LIGHT AND TREES
TOKYO POLICE CLUB - CHAMP
LAURA MARLING - I SPEAK BECAUSE I CAN
WEEZER - HURLEY
HOLY FUCK - LATIN
THE TAMBORINES - CAMERA & TREMOR
OF MONTREAL - FALSE PRIEST
WAVVES - KING OF THE BEACH
TITUS ANDRONICUS - THE MONITOR
TED LEO AND THE PHARMACISTS - THE BRUTALIST BRICKS
SPOON - TRANSFERENCE

Essa é minha modesta lista, e ela não para por aí, sempre acho que esqueci de algum titulo, mas se lembrar eu acrescento.