22 outubro 2010

Hoje tem festa em Brasilia

Imperdível essa festa em Brasilia, essa será minha terceira vez por lá. A melhor festa indie do Distrito Federal, apareçam!!!!

08 outubro 2010

Os pássaros de Edwyn Collins


Essa é a capa do novo disco de Edwyn Collins "Losing Sleep" seu primeiro trabalho depois de um derrame cerebral sofrido pelo músico em 2005.Em 2007 ele lançou o álbum "Home Again", que foi gravado antes de seu acidente vascular. Eu sempre fui fã do Edwyn Collins, desde que conheci o Orange Juice na decada de 80. Considero "You Can´t Hide Your Love Forever" um dos mais belos discos que já ouvi.Em carreira solo ele também fez grandes discos e criou até um grande hit radiofonico "Girl Like You". Pena que por aqui as rádios só lembram dele quando tocam sómente essa música, jamais ouvi alguém tocar ou citar o Orange Juice.
Numa entrevista em 2008 para o jornal Guardian na Inglaterra ele falou sobre sua paixão pelos pássaros e como isso o ajudou na sua recuperação das sequelas deixadas pelo derrame. Aos poucos seus movimentos voltaram e começou a desenhar toda espécie de pássaros e fez até uma exposição em 2008. Sua paixão pelo desenho vem desde a infância e a capa de seu novo álbum são seus desenhos de várias espécies de pássaros.
O disco é maravilhoso, com participações e ajuda de amigos e músicos que o adoram e cresceram ouvindo Orage Juice, como é o caso do Alex Kapranos do Franz Ferdinand, de Johnny Marr e os integrantes do The Cribs e ainda Roddy Frame que foi do Aztec Camera.Um excelente disco para um cara que hoje para andar precisa de uma bengala e mal consegue atravessar uma rua sózinho.Mas, Edwyn Collins é um cara determinado e conseguiu uma incrível recuperação. Depois do derrame não conseguia se movimentar e mal conseguia falar. Ouvindo o álbum "Losing Sleep" fica a impressão de que ele conseguiu realizar um sonho e fazer mais um grande disco em sua carreira, misturando a energia do punk, pós punk e northern soul.
Losing Sleep é o sétimo disco solo de Edwyn Collins aos 51 anos de idade, é o seu renascimento para música e um exemplo de vida.

Junto com a edição especial colocada à venda no mes passado pela loja Rough trade eles mandaram uma gravura de um de seus desenhos, a que eu recebi foi essa acima.
Também acompanhava o CD um bonus com 19 faixas que falam sobre pássaros, conforme a capinha abaixo:

05 outubro 2010

meu disco






Sempre comento aqui os discos dos outros, dessa vez vou falar sobre o cd da minha banda Kid Vinil Xperience. Desde o incio deste ano começamos a gravar "Time Was", um disco de covers das coisas que eu nunca imaginei que fosse gravar. Eu e o Carlos Nishimiya, o guitarrista do Xperience começamos a vasculhar em nosso baú psicodélico e encontramos algumas perolas como "Magic Potion" da banda Open Mind, um grupo do final da decada de 60 que lançou um dos mais colecionáveis álbuns do hard psicodélico.
Uma banda americana dos anos sessenta que eu adoro é o Paul Revere and The Raiders e por sugestão do Carlos regravamos a espetacular "Louise". Dentre as mais obscuras de nossas descobertas está "Please Leave My Mind" da banda Herbal Mixture, um grupo do guitarrista Tony McPhee, muito antes dele acontecer com o Groundhogs.
Diante de tanta coisa da decada de 60 também encontramos espaço para duas das minhas bandas favoritas da decada de 90, o Guided By Voices e o Sebadoh, gravamos "Everywhere with Helicopter" do Guided que já fez parte do tributo de bandas brasileiras. Do Sebadoh foi a maravilhosa "Ocean".
Ainda na psicodelia sixties tem "Splash #1 do 13th Floor Elevators, e "How Does It Feel To Feel" do Creation.
Meus queridos Cramps e Robert Gordon também são lembrados na cover de "The Way I Walk", originalmente gravada por Jack Scott.
Minha paixão por Graham Nash e todo CSN&Y fica representada por "Military Madness", de um dos discos mais lindos que Graham Nash já fez, "Songs for Beginners" de 1971.
E pra não dizer que não tem nenhuma em portugues, incluimos "Inferno no Mundo" do grupo Bango, uma banda do rock brazuca do final dos sessenta e inicio dos anos 70.
Tem também uma versão de "Up The Junction" dos ingleses do Squeeze, feita por Fernando Naporano e gravada pelo seu grupo "Maria Angelica Não Mora mais aqui" é uma das coisas mais inspiradas feita por uma banda underground dos 80.
O disco já foi pra fábrica, queremos lançá-lo primeiro de forma fisica em Cd e depois em outros formatos. No incio de novembro mais informações sobre o lançamento.






detalhe da capa interna do disco e a lista das músicas gravadas.