26 fevereiro 2010


No dia 26 de fevereiro de 1955 Elvis Presley fazia dois shows na cidade de Cleveland (USA) num lugar chamado Circle, o primeiro show foi às 19.30 e o segundo às 22.30hs.
Eu nascia justamente nesse dia, no ano de 1955, o ano do rock and roll.
Elvis lançou 8 compactos em 1955, tres pela Sun Records e os cinco restantes depois que assinou com a RCA.
-Chuck Berry lançava o single "Maybelline" pela Chess Records
-Fats Domino lançava "Ain´t That a Shame"
-Bo Didley estreava com sua canção "Bo Didley"
-Rock Around the Clock de Bill Halley e seus cometas batia no primeiro posto das paradas americanas
-Em março de 1955 o filme "Blackboard Jungle" cujo tema de abertura era a musica de Bill Halley estreava nos cinemas americanos
-Little Richard gravou Tutti Frutti
-A Sun Records lançava "Folsom Prison Blues" de Johnny Cash
-Eddie Cochran começava sua carreira
-James Dean morria num acidente

Esses são alguns fatos importantes que aconteceram no ano de 1955, considerado por muitos como o ano que rock and roll decolou na América.
Fico muito feliz de ter nascido nesse ano e hoje completando 55 anos de idade.
Abri o post com uma pequena montagem de algumas fotos de Elvis Presley tiradas em 1955.
Foi graças a minha tia que quando criança embalava meu sono com canções como "Mystery Train" e "That´s Allright Mama" que eu me tornei um apaixonado pelo rock and roll.
Esse texto terminaria por aqui, mas hoje logo cedo ao acordar liguei a TV a cabo e pra minha surpresa estava passando um show ao vivo do X, no Texas, com a formação original, que maravilha ver Excene Cervenka, John Doe e a Gibson Les Paul mais maravilhosa do planeta tocada por Billy Zoom e o batera Dj Bonebrake. Foi uma delicia acordar ouvindo a clássica "Los Angeles" e depois "Johnny Hit And Run Pauline". Esse é o melhor presente de aniversário de 55 anos que eu recebi, alguém lá em cima lembrou de mim logo cedo. Valeu Mãe!!!!!!

22 fevereiro 2010

Young Americans


The Smith Westerns

Emprestando o titulo do clássico de David Bowie aproveito pra citar alguns discos feitos por garotos que estão deixando a adolescencia e acima de tudo criativos, com bons discos lançados.
Abro essa série com The Smith Westerns, uma banda de Chicago, que lançaram seu álbum de estréia pelo cultuado selo Hozac Records, no ano passado. Se olharmos atentamente pra capa desse disco do "Smith Westerns" encontramos uma imagem de fundo da capa de "Nevermind" do Nirvana. Apenas uma homenagem, o som dos meninos tá mais para um powerpop lo-fi na linha de bandas como Beat Happening por exemplo. Tem também certas referencias de Jonathan Richman.


Surfer Blood - capa do álbum "Astro Coast"

Uma nova geração aparece no rock americano de jovens animados com o sucesso do Vampire Weekend, aproveitam a onda pra mostrar uma nova proposta. É o caso do Surfer Blood, um quarteto da Florida que acabam de lançar o álbum "Astro Coast", uma mistura de Beach Boys com o powerpop do Raspberries e de repente vira uma batidinha afro. A música Swim" é um belo exemplo disso, começa Beach Boys vira para um solinho afro e retoma a levada powerpop.


Local Natives - capa do álbum Gorilla Manor

A segunda agradável surpresa nessa onda vem de Los Angeles, uma mistura de Crosby, Stills, Nash & Young com The Zombies, passando por infleuncias de pós punk e afro beat.O álbum de estréia saiu no final do ano passado e entrou na lista dos melhores da Rough Trade.

capa do segundo ábum do Strange Boys "Be Brave"

Em seu segundo disco os texanos do Strange Boys já comentados por aqui, acabam de lançar "Be Brave" pela Rough Trade inglesa. Uma agradável mistura de referencias (Beatles,Dylan,Stooges e Black Lips)


Lançado no final do ano passado, o quarteto Real Estate de New Jersey é outro exemplo de uma garotada representando o futuro do indie rock americano. O Real Estate é considerado por alguns como um jovem Yo la Tengo.

15 fevereiro 2010

compactos da semana



Duas bandas que me consquistaram logo de cara em seus primeiros singles, a britanica Veronica Falls estréia em single independente esta semana, distribuidos pela Rough Trade. Recentemente foram banda de abertura das americanas Vivian Girls durante sua excursão pelo Reino Unido. O Veronica Falls tem uma pegada daquelas bandas indie rock/lo-fi inglesas do inicio dos anos noventa como, Talulah Gosh, Shop Assitants, June Brides e Jasmine Minks. O single "Found Love In a Graveyard" traz no lado B uma cover de "Starry Eyes" de Roky Erickson & 13th Floor Elevators.

A segunda surpresa dos singles da semana são as americanas do Dum Dum Girls, que começaram há uns dois anos, nessa linha de juntar o som das girl groups dos anos sessenta com o lado mais lo-fi indie pop. Lançaram um single independente pelo selo Hozac de Chicago e agora foram contratadas pela Sub Pop e estão lançando o single "Jail La La", produzido pelo veterano Richard Gottehrer, famoso produtor dos discos de estréia da Blondie e das Go Go´s e autor de clássicos como "My Boyfriend´s Back", "I Want Candy" e "Sorrow". No lado B do single das Dum Dum Girls uma cover de "Play With Fire" um clássico do inicio da carreira dos Rolling Stones.

10 fevereiro 2010

mais loucuras de Jack White


Dex Romweber Duo

Essa noticia saiu semana passada no site da Third Man Records de Jack White. A dupla Dex Romweber Duo da foto acima, apresentou-se ao vivo na loja da Third Man Records em Nashville e o show foi gravado e será editado em vinil de duas cores misturadas (azul e preto). O detalhe é que sómente terão direito a esse vinil os frequentadores da loja no dia do show, depois sairá uma edição limitada em vinil preto, que também será vendida sómente na loja. Mais um bom motivo pra visitar Nashville e claro a loja da Third Man Records.O Dex Romweber Duo lançou no ano passado um single pela Third man e no lado b na música "Last Kind Word Blues" Jack White faz o vocal e saiu na foto da contracapa do compacto. O endereço da lojinha da Third Man Records está no final da notícia, que saiu no site e que colo abaixo:
DEX LIVE AT THIRD MAN TONIGHT!!
Tonight, February 4th, at 6pm Dex Romweber Duo are stomping into Third Man for a free all ages all live rock and roll throwdown. Dex is one of our favorite rock and rollers of all time and we’re super excited that he can be here to help us launch our live venue.

We hope you can join us for the first of what will be an amazing series of concerts right here at Third Man Records. Every live show here will be recorded direct to 8 track analog reel to reel TAPE for a live LP release. Attendees at the show will be eligible to purchase a limited edition Black and Blue split-colored LP of the show and standard black vinyl copies will be for sale in our shop and, when possible, through our Third Man online store.

Revolutionary, right? It’s another first from Third Man and we want you all to come down tomorrow and be a part of it.
We’ll be keeping our shop open late, so please come down early and pay us a visit.

Dex Romweber Duo
Third Man DJs
Old Fashioned Photo Booth
Fancy Non-Alcoholic Drinks
Surprises?
PARTY!!!
Third Man Records
623 7th Avenue South
Nashville, TN

03 fevereiro 2010

Jack White vai me deixar louco



A razão é muito simples, é esse disquinho de tres cores que ele tá segurando na foto.
Desde que Jack White lançou sua gravadora a Third Man Records em Nasville, seu catálogo vem crescendo com o lançamento de uma série de compactos em vinil de gente bem obscura e fora de qualquer hype no planeta. O detalhe é que esses compactos de tres cores são limitadissimos e sempre chego atrasado na hora de comprar e as edições multi coloridas de 100 exemplares esgotam em instantes. Depois elas vão parar no ebay por mais de 100 dolares cada uma.O acontecimento mais recente foi o compacto da veterana rainha do rockabilly Wanda Jackson que gravou no lado A uma música da Amy Winenhouse "You Know I´m No Good" e no lado B o clássico "Shakin´All Over". Primeiro que sou um apaixonado pela Wanda Jackson, lembro da primeira vez que o Rene Ferri da extinta loja Wop Bop me apresentou algumas gravações da "Queen of Rockabilly", foi amor à primeira audição.Pois é o tal compacto autografado pela Wanda Jackson foi parar no ebay custando 300 dólares. Imaginem pagar tudo isso por um compacto? Dá até vontade, pois colecionador não mede esforços, mas vejam que loucura!

A gravadora do Jack White ultimamente é meu sonho de consumo, peguei todos os compactos que ele lançou até agora,em breve farei um especial no meu podcast. E tem mais os primeiros 100 discos em vinil do Dead Weather também sairam em tres cores e as cópias desapareceram instantaneamente até no ebay. Hoje um exemplar quando aparece tá valendo mais de 500 dólares. É brincadeira!!! Vou tentar ser mais esperto nas próximas pra não perder essas belezinhas coloridas da Third Man Records.
Olha só a capinha do compacto da Wanda Jackson, logo abaixo: