04 fevereiro 2009

Neil Young vai me transportar para era Blu-Ray



Zeca Baleiro estava errado quando perguntava: "Kid Vinil, quando é que tú vai gravar CD?. Na verdade nunca fui radical em relação a vinil e cd, sempre me adaptei às mudanças, mas o bom humor do Zeca Baleiro às vezes tem fundamento. Fui muito resistente no início pra aceitar o CD e as novas tecnologias, mas acabei cedendo.
Neil Young também é um desses caras resistentes aos avanços tecnológicos. Quando apareceu o cd, ele sempre foi contra lançar seus discos nesse formato, mas a gravadora acabou convencendo-o. Com o passar do tempo Neil Young começou a explorar novos formatos em seus lançamentos. Os mais recentes incluem o CD normal e sempre um DVD audio ( um formato cuja sonoridade fica melhor que no CD normal). Mas ainda não era suficiente pra ele, daí resolveu então lançar uma caixa com 10 DVDs no formato Blu-Ray, que segundo Neil Young é o formato com melhor resposta de som e imagem que ele já conheceu.
Essa tal caixa chamada "Neil Young Archives vol 1 - 1963-1972" parece que finalmente verá a luz do dia no final de fevereiro. Neil vem trabalhando nesse projeto há quase 20 anos, essa caixa já virou uma lenda, como era "Chinese Democracy". Só que o disco do Guns finalmente saiu, mas a caixa de Neil Young ainda não. Ela já existe em pre-order no site da amazon, entra no link abaixo pra mais informações:
http://www.amazon.com/gp/product/B001B8PV4U/ref=s9_subs_c1_s1_p74_i1?pf_rd_m=ATVPDKIKX0DER&pf_rd_s=center-1&pf_rd_r=1JX061NM0YES6XPAZF0W&pf_rd_t=101&pf_rd_p=463383351&pf_rd_i=507846
A caixa que supostamente sairá no final deste mês está sendo anunciada no site da Amazon por 320 dolares(com desconto). Um absurdo de preço e muitos fãs consideram um delírio de Neil Young. No próprio site da amazon já existem comentários de fãs indignados com essa atitude de Neil Young.
O projeto é audacioso e ao mesmo tempo pretensioso, Neil Young recolheu material desde o inicio de sua carreira, restaurou filmes como o cultuado "Journey Through The Past"de 1972, assim como apresentações raras com Buffalo Sprinfield e Crosby Stills, Nash & Young. Tem ainda uma série de músicas inéditas, um livro e um fichário como se fosse um arquivo, contando as várias etapas da carreira de Neil Young. Como fã que sou, confesso que fiquei tentado por esse artefato e pra isso terei de comprar um aparelho de blu-ray. Nessa brincadeira terei que desembolsar quase 400 dolares da caixa, mais cerca de mil reais do aparelho de blu-ray. Daí eu me pergunto, "Será que vale a pena todo esse esforço pela obra de Neil Young?"

8 comentários:

osvaldo.barros disse...

Sim. Neil Young não é um artista qualquer desses muitos hype que aparecem e desaparecem por aí com um piscar dos olhos.Neil Young sempre foi uma referência para muitos músicos de várias gerações.
Tecnologia não é algo barato, portanto o seu acesso é limitado a poucos. Os poucos que tem grana (poder de compra) não podem ficar choramingando com o preço da caixa chamada "Neil Young Archives vol 1 - 1963-1972".
No meu caso particular, não tenho tanta grana sobrando assim, mas dá para fazer algumas economias e colocar as minhas mãos nesse preciosidade desse grande artista do nosso tempo.
Um grande abraço.

Guija Matías disse...

Excelente artigo, Kid. Sou muito fã do N. Young e parece que essa coleção sairá em DVD também, para os meros mortais como eu. A qualidade do azulão é uma maravilha mesmo, é indiscutível, só que para aproveitá-la é necessário ter uma TV em full HD também, o que ainda vou demorar para adquirir. Talvez em 2014, na Copa do Mundo, quando as TVs barateiam bastante. Quem sabe o preço desse box não baixa até lá? :D

Ah, e esse projeto "Archives" já rendeu três CDs, esses dos dois últimos anos, "Live at the Fillmore East" e "Sugar Mountain: Live At Canterbury House 1968". O primeiro poderia vir só com "Cowgirl in the Sand" que já valeria a pena, de tão arrebatadora e definitiva que é essa versão ao vivo.

E do "Chrome Dreams II", gostou?

Uma recomendação: não copie e cole o link no texto, fica bem estranho e poluído. Melhor colocar um hyperlink no nome do disco, não acha?

Grande abraço deste primeiro visitante!

Anônimo disse...

O investimento vale a pena Kid, eu já comprei um Blu da Sony, fodão de bom. Já vá atrás de uma TV Full HD, recomendo a Sony.

Ah, comprei o Blu Ray de um show do NIN, bom demais.

Borracha

On The Rocks disse...

sim, meu caro kid, neil young vale todo esse esforço.

até mais.

Guija Matías disse...

Anônimo, o último do NIN em DVD já é de uma qualidade inacreditável (foi todo filmado em HD), fico só imaginando como deve estar em Blu-Ray...

Ricardo disse...

Sim, se eu pudesse comprava, fiquei feliz em poder ouvir Sugar Mountain, músicas de altíssima qualidade, na minha opinião de leigo amante da música o cd já bastava, o dvd áudio foi um presente. Poderia ser melhor se o pacote viesse completo, com as cenas dessa gravação. Pelo DVD assisti a propaganda da coleção de Neil Young em Blu-Ray. Não tenho o aparelho. Já passei um tempão pra migrar para o cd, depois para o MP3, não escuto vinil apenas porque meu aparelho está quebrado. Neil Young vale todo esforço para fazer essa nova migração. O cara influenciou Sonic Youth, Dinosaur Jr, Tenage Fanclub, só pra ficar nas minhas bandas favoritas...

Anônimo disse...

Oh Kid!
se vc for comprar um aparelho de blue-ray, compra um playstation 3!

=D

É mais barato e vc pode trazer aqui pra BH pra gente jogar!

=D

Ivan

Anônimo disse...

Não dá pra avaliar em $$ a obra de um artista desse nível, mas pelo amor de Deus, 10 mil dólares que tá custando um aparelho!? Q é isso...