02 março 2008

HIBRIDO DE CD E VINIL


Agora um pouco de cultura inútil, falo isso porque pra muitos aqui no Brasil o CD e o Vinil já morreram faz tempo.
Ninguém segura a geração download e cada vez mais o vinil e o cd viram peças de museu.
Mas pra nós colecionadores os dois formatos estão mais vivos do que nunca. E uma coisa que eu adoro são as diversas maneiras que o vinil e o cd são apresentados. As formas que eles assumem sempre me fascinam.
Já fizeram cd com cara de vinil, todo pretinho, com sulcos desenhados e tudo.
A novidade agora é o hibrido de cd e vinil que começa a aparecer no mercado inglês.
E daí muitos vão perguntar, como pode esse treco ser cd de um lado e vinil de outro? É possivel , mas o comprador precisa pra tocar o lado vinil de um toca discos não automático de preferência uma Technics, que o braço chega até o selo do vinil.
Pra que isso aconteça também foi criado um pequeno adaptador de borracha que vem junto com o cd, para ser encaixado no centro do disquinho.
Pelo que soube até o momento foram lançados dois cds singles desses hibridos, o primeiro foi da banda inglesa Fightstar, interessante que a banda também pode ser considerada um hibrido de Metal progressivo e Coldplay, imaginem que bicho que deu isso, vá no myspace e confira, cruz credo!!!!
http://www.myspace.com/fightstar

O segundo lançamento nesse formato hibrido vinil e cd é da banda americana Paramore em seu novo single "Misery Business". A banda do Tennessee foi indicada para o Grammy 2008 como "Best New Artist" pelo álbum "Riot!"que foi disco de ouro nos EUA. O som deles é bem aquele tipico rock de arena americano todo inspirado na decada de 80 ( Joan Jett, Pat Benatar e Jefferson Starship)
http://www.myspace.com/paramore

Abaixo só pra dar uma idéia pra voces do formato hibrido cd e vinil, a primeira figura é o cd (naturalmente) e a segunda o vinil no lado B do disquinho.






3 comentários:

WILLIAM BICALHO disse...

OLÁ KID GUERREIRO:

INTERESSANTE ESSA NOVA ROUPAGEM MIX CD-VINIL. CHEGARÁ AO BRASIL?
A PROPÓSITO, QUERO ME DESFAZER DE MINHA COLEÇÃO DE VINIS, EM TORNO DE 2800 DISCOS, POIS VOU ME MUDAR PARA UM APTO. MENOR E NÃO DISPONHO DE LUGAR PARA AJEITÁ-LOS. ESTÃO TODOS LISTADOS, FUI COLECIONADOR POR MAIS DE 25 ANOS. O ACERVO COMPREENDE JAZZ, BLUES, ROCK, POP, MPB e CLÁSSICOS. TENHO RARIDADES QUE NÃO SAÍRAM EM CD. SÓ INTERESSAM PARA COLECIONADORES OU PROGRAMADORES DE RÁDIO, COMO É O SEU CASO. CASO TENHA INTERESSE, MEU TEL PARA CONTATO É (11)5011.3711 - CEL (11) 9776.5187 - BAIRRO JABAQUARA - SP. GRATO, WILLIAM BICALHO

rEIslAndEr disse...

::fala...kid!
putzgrilas...!!!
que idéia maluca...porém, legal.!
..
..
abraxxx
rodrigo.reis.lander

Alfredo de Laforet Belohlavek disse...

Ao que tudo indica (sulcos próximos ao centro, impossibilidade de uma boa prensagem e espessura para o vinil), o resultado sonoro deve ser bastante ruim, com muitas distorções).

Recentemente fui presenteado com alguns LPs europeus de 180 gramas, masterizados diretamente em metal e a audição foi maravilhosa. Significou um novo padrão de qualidade para mim, incomparável aos demais LPs e principalmente a qualquer tipo de mídia digital.