24 março 2007

DOLL BY DOLL

Sabe aqueles discos que voce tem orgulho de ter na sua coleção e tem por ele um carinho especial há anos, pois é, o álbum "Remember" do Doll by Doll é um deles.
Comprei esse vinil em 1980 por recomendação da revista inglesa Zig Zag, eles viviam citando-os como a melhor banda inglesa que aparecia naquele fim de decada.
O mais interessante é que indiferentes a tudo que acontecia naquela epoca o Doll by Doll era uma banda com muito estilo. Não eram punks, não eram new wave e nem podiam ser classificados como pós punk, mas na falta de outra definição alguns críticos os citavam como pós-punks.
Na verdade a banda era uma conjugação de estilos da decada de 60 e 70, com influencias de Traffic, Love,John Cale, Mobby Grape e Family.
Em 1979 o Doll by Doll estava estampado em todos os jornais e revistas do rock ingles sendo aclamados pela critica como a banda que mudaria a cara da musica pop e fatalmente mudaria o mundo.
Sim, esse era o poder do Doll by Doll, que eu mesmo imaginei quão grandes eles se tornariam no futuro, talvez teriam se tornado superstars como U2, Simple Minds ou Dire Straits.
O lider da banda era o escocês Jackie Leven, guitarrista e um dos mais celebrados compositores do underground britanico até hoje.
Mas o futuro do Doll by Doll não foi como todos pensavam na epoca, Jackie Leven mergulhou na praga da heroína e fez apenas mais tres grandes álbuns com o Doll by Doll até a banda se dissolver em 1983.
Dois álbuns do Doll by Doll de 1979 são considerados clássicos perdidos do final da decada de 70
"Remember" e "Gypsy Blood".
Lembro que na epoca a Zig Zag elegeu como as duas melhores músicas de 79 "Palace Of Love" do álbum "Remember" e "Teenage Lightning" do álbum "Gypsy Blood".
Julian Cope (ex Teardrop Explodes) falando do álbum "Remember" diz que em 1979 leu uma entrevista de Jackie Leven do Doll By Doll no jornal Melody Maker onde ele dizia que a banda toda tomava muito LSD enquanto gravavam "Remember" e conversavam com os mortos.
Julian Cope diz que depois de ler isso correu imediatamente pra comprar o álbum e sentiu que essa era uma banda promissora.
Realmente o Doll By Doll poderia ter mudado o curso da música pop nos anos 80, mas Jackie Leven, preferiu o anonimato e depois do Doll By Doll recuperado da heroína teve uma respeitada carreira solo.
Depois de "Remember" e "Gypsy Blood" de 1979, eles lançaram ainda o álbum "Doll By Doll"(1980) e "Grand Passion" (1982).
Hoje, passados 28 anos finalmente esses quatro discos do Doll By Doll estão sendo reeditados em CD, era uma parte da história do rock ingles que precisava ser resgatada.

19 março 2007

Voxtrot

Um quinteto de Austin no Texas, conheci o trabalho dos caras em 2005 com o EP "Mothers,Sisters, Daughters & Wives", um disco bem pop que me fez lembrar de Belle & Sebastian, Smiths e Housemartins.
Esse álbum está previsto pra maio e hoje recebi um promo do disco.
Este ano também peguei um outro single deles chamado "Trouble" pelo selo da propria banda Play Loud Recordings. Não sei como nenhuma grande gravadora ainda não os contratou, pois a música deles tem tudo pra acontecer.
Para gravação do single e do álbum a banda usou também o Tosca String Quartet em belissimos arranjos de cordas.

17 março 2007

Neil Young - Live at Massey Hall


Sempre fui o maior fã de Neil Young, e não é porque ele virou figura cult do grunge pra cá que eu entrei nessa, afinal eu tenho 52 anos de idade.
Lembro que em 1972 eu era um adolescente de 17 anos de idade que gostava de Crosby, Stills, Nash & Young e tinha lido a respeito do álbum Harvest em alguns jornais e revistas.
Fiquei enlouquecido porque queria ter esse disco e passava todo dia numa loja de discos na Rua São Bento porque o balconista da loja tinha me prometido que me conseguiria o LP. Depois de alguns dias indo insistentemente na loja procurar Harvest notei que o balconista queria zombar comigo na frente dos outros dizendo "lá vem aquele trouxa que pensa que eu vou conseguir o disco do Neil Young pra ele". Fiquei muito desapontado com aquilo e muito deprimido em saber que as pessoas usavam da minha ansiedade pra fazer chacota.
Mesmo assim não desisti de conseguir o Harvest e acabei encontrando um balconista amigo na loja Museu do Disco, chamado Odair. Ele sabia que eu não tinha quase grana pra comprar os discos mas sempre tinha paciência de me mostrar as novidades e me vendia até com desconto e foi assim que consegui meu sonhado Harvest.

Bem, esse cd em questão "Live at Massey Hall" foi gravado ao vivo no Canadá ( a terra natal de Neil Young) e era pra ter saido entre os álbuns "After the Gold Rush"(1970) e "Harvest" (1972). Neil Young conta que seu produtor David Briggs queria que ele lançasse esse disco ao vivo antes do Harvest, mas Neil Young tava tão entusiasmado com o resultado das gravações do Harvest que não via a hora de lançá-lo. Deixou de lado o disco ao vivo, mas hoje ouvindo os tapes desse show ele viu como estava errado naquela epoca.
É um disco acústico de Neil Young, uma das gravações mais apaixonantes, Neil canta com prazer e sofrimento canções como "Old Man", "Man Needs a Maid/Heart of Gold", "The Needle & the Damage Done", enfim 17 interpretações de chorar!

05 março 2007

Dr Dog - We All Belong

Quinteto da Philadelphia começaram em 2001 influenciados por Pavement e Guided by Voices, mas acima de tudo fanáticos pela psicodelia dos sixties.
O primeiro álbum de 2001 chama-se "Psychedelic Swamp" repleto de gravações caseiras
Em 2005 lançaram "Easy Beat", outro disco na linha "do it yourself" gravado num porão em 8 canais, mas dessa vez já abriam shows pro My Morning Jacket e começavam a ficar conhecidos no circuito alternativo.
Neste novo álbum a banda optou por gravar num estúdio melhor com mais recursos tecnicos, juntaram um bom repertório e seguiram sua fórmula anterior. As músicas são repletas de influencias dos Beatles na era Sgt Peppers e Revolver, Beach Boys na fase Holland e Surf´s Up e The Band. Alguns arranjos até lembram coisas do The Guess Who (banda canadense da decada de 60/70).