28 novembro 2006

A Caixa dos meus Sonhos

"FOREVER CHANGING" THE GOLDEN AGE OF ELEKTRA RECORDS - 1963-1973

Desde garoto aprendi a conhecer música através dos selos e gravadoras.

Muitas delas tem um significado especial na minha vida.

No final da decada de 60 quando ainda garoto conheci o selo Sun Records (um dos primeiros selos de rock and roll, onde Elvis,Jerry Lee Lewis, Johnny Cash,Carl Perkins e outros começaram o rockabilly)

Dos selos mais cultuados vieram Chess e Motown nos anos 50 e 60.

Na decada de 70 os mais cultuados foram o Vertigo, Harvest, Island e claro o meu maior fetiche em termos de selo a Apple dos Beatles.

Claro que existiam outros selos menores mais "cult" do que os acima citados, pois a maioria deles já era ligado a uma grande gravadora, mas mesmo assim mantinha um padrão de qualidade.

Cada decada do rock é marcada por selos especiais, nos anos 80 quando os independentes apareceram com mais força uma centena de selos ficaram importantes como 4AD, Creation,Rough Trade,SST,Alternative Tentacles e muitos outros.

Nos ultimos tempos sairam caixas maravilhosas de alguns desses selos, pra mim são como livros numa estante contando a história de cada epoca através do selo.

Bem, voltando a decada de 60 aparecia nos EUA um selo chamado Elektra, eu tomei conhecimento através de discos dos Doors, Stooges e Mc5 no final da decada de 60.

Achava espetacular a arte em cada selo, principalmente a fase que eles usavam borboletas na decada de 60.

Mas muito antes dos Doors grandes nomes da música folk americana passaram por lá, Juddy Collins, Fred Neil. Phil Ochs e o extraordinário Tim Buckley.

Artistas de blues como Paul Butterfield Blues Band e minha banda psicodelica favorita do final da decada de 60, LOVE (o nome da caixa foi inspirado no clássico album do Love "Forever Changes") .

Mais uma das minhas bandas prediletas do final da decada de 60 também gravava pelo selo Elektra, os britanicos da Incredible String Band.

Outro que eu não poderia esquecer foi o BREAD, eu era garoto e comprava todos os Lps deles, as capas eram lindas e as músicas de David Gates marcaram minha adolescencia.

Muita coisa mais obscura da psicodelia passou pelo selo Elektra, Holly Modal Rounders, Clear Light,Eclection, Ars Nova,Earth Opera, Plainsong, The Wackers, David Ackles e até mesmo os Byrds em sua primeira encarnação como The Beefeaters.

A Velvet Underground Nico também teve gravações na Elektra e até mesmo Eric Clapton no tempo que ele ainda era considerado Deus.

Essa caixa além da música distribuida em quatro cds tem uma embalagem especial numa caixa como as de LP de 12 polegadas, que acompanha um livro ilustrado contando a história do selo, cartões postais com as diversas artes do selo um cd-rom com mais informação e histórias de uma das mais importantes gravadoras de todos os tempos.

Detalhe, quando minha banda o Magazine nos anos 80 assinou com a Warner, nosso selo aqui no Brasil também era a Elektra, é uma felicidade e honra ter nossos compactos e o LP do Magazine, no selo que embalou meus sonhos no final da decada de 60.

Nenhum comentário: